terça-feira, 28 de fevereiro de 2017

11 Comidas que você nunca deve dar ao seu cachorro


Quando se trata da alimentação dos nossos amigos cães, muitos de nós oferecemos também outras opções como frutas e produtos industrializados. Não é ruim oferecer ao seu cãozinho comidas que nós humanos gostamos, porém atente-se aos alimentos listados abaixo, pois podem causas sérios danos ao seu companheiro.


Confira então 11 alimentos que você nunca deve dar ao seu cão:

1° Alho e Cebola


Toda comida que contém alho e cebola não deve ser oferecida ao seu cão, pois alho e cebola como toda planta que é parte da família Allium podem quebrar as células vermelhas do seu amiguinho, causando anemia, explica Justine Lee, especialista em saúde canina.

2° Pêssegos, ameixas e caqui


Quem poderia imaginar que tais frutas poderiam causas problemas ao seu cão? A fruta em si não é o problema. O perigo para o seu cão está na parte próxima da semente, onde contém  cianeto, o que é toxico tanto para seres humanos como para os cães e outros animais de estimação.
Isso vale para os pêssegos e a ameixa. Já o caqui, as sementes são toxicas para os cães e podem causar inflamação no intestino, causando desconforto para o seu cão.

3° Levedura


"Ingestão de massa de levedura pode causar gases que se acumulam no sistema digestivo do seu cão como resultado da massa crescente", explica VetsNow. "Isso pode ser, não doloroso como também pode fazer com que o estomago ou  intestino sejam obstruídos (bloqueado) ou distendidos.

4° Uvas e passas


O composto que torna as uvas e passas prejudiciais a saúde do seu cão são desconhecidas, de acordo com o ASPCA. Mas seja o que for é perigoso o suficiente para causas insuficiência renal de acordo com o CanineJournal essas comidas são inócuas e podem causar lesões Hepáticas graves.

5° Álcool


O álcool tem o mesmo efeito no fígado que ele causa nos humanos, porém uma quantidade mínima de álcool pode causar diarreias, depressão do sistema nervoso central, problemas de coordenação, dificuldade de respirar e até mesmo coma e morte.

6° Milho


O milho é muito usado nas rações de cães, o que gera polêmica entre os especialistas pois esse é um alimento que os cães e lobos não conseguem digerir.

7° Cafeína


A cafeína é encontrada no café e em alguns refrigerantes e energéticos.  Seguindo o Canine Journal os cães não podem ingerir cafeína de forma alguma. Os problemas são muitos:
Quando ingerido por animais de estimação, pode causar vômitos e diarreia, sede excessiva, respiração ofegante, urina excessiva, hiperatividade, ritmo cardíaco anormal, tremedeira, convulsões e até mesmo a morte.


8° Chocolate


O chocolate causa os mesmos efeitos colaterais no organismo do seu cão, pois tem metilxantinas, os mesmos compostos encontrados na cafeína. Este é um alimento que nunca deve ser dado ao seu cãozinho.

9° Sal


Dar batatas fritas ou outros alimentos salgados ao seu cão não é uma boa ideia. O sal pode causar sede e urina excessiva e pode levar a desidratação. Uma ou duas batatas fritas não vão causar danos graves, porém o melhor é dar comidas com baixo teor de sal.

10° Leite e produtos com lactose.


Nem todos os cães são intolerantes a lactose, mesmo assim é melhor evitar dar leite e produtos lactoses ao seu cão. Assim como em outros alimentos que cães não podem comer, eles podem ter diarreias e outros problemas digestivos.
Em alguns casos pode ocorrer reações alérgicas que se manifestarão em forma de coceira.

11° Abacate


O abacate tem um composto chamado persin, que pode causar diarreia, vômitos e problemas no coração do seu cão. Tanto a fruta como a casca podem conter esse composto. Então evite sempre deixar cascas de abacate onde seu cão pode ter acesso.


Compartilhar:

sexta-feira, 3 de fevereiro de 2017

Raças de Cães - Mastiff Tibetano / Mastim Tibetano

Origem e História

(Mastiff Tibetano)

O tipo de cão Mastiff se originou no Tibet há cerca de 5000 anos atrás e segundo estudos de DNA o Mastiff Tibetano é descendente desses cães primitivos. Como muitas outras raças de cães, o Mastiff Tibetano tem uma história desconhecida, pouco se sabe sobre  eles antes de 1800. Mas os Mastiffs se desenvolveram em dois tipos diferentes no Tibet: os DO-Khyi que moravam em aldeias ou viajavam com pastores nômades e eram usados como guardas dos rebanhos. 

Os Tsang-Khyi eram maiores,  estes serviam como cães de guarda dos monges budistas tibetanos. Apesar de um pouco mais difundida ainda é muito dificil encontrar um cão dessa raça nas ruas.  Por exemplo no próprio Tibet onde a raça foi desenvolvida, é raro encontrar um cão puro.

Ficha Técnica


O Mastif Tibetano ou Mastim Tibetano é um cão de aparência nobre. É uma raça grande mas não gigante como todos pensam. O tamanho do macho e da fêmea pode variar de 66 á 74 cm e sua expectativa de vida é 10 a 14 anos. O seu peso vária de 68 á 78 kg.
(Ficha Técnica)

Características Importantes


O Mastiff Tibetano é ótimo com crianças, mas crianças mais velhas, pois apesar de nunca querer machuca-las ele é um cão muito grande, pesado e forte, podendo facilmente derrubar e pisar em um adulto apenas em uma brincadeira.
Confira abaixo as principais características dessa raça maravilhosa como, tolerância ao frio, ao calor, o  nível de apego a família amizade com estranho e muito mais:
(características importantes)

Nunca grite ou corra de uma Mastiff Tibetano, seja calmo e tranquilo, isso pode excita-lo a brincar e te render muitos machucados.

O Mastiff Tibetano se da muito bem com gatos e outros cães, assim com outros animais se eles crescem juntos, depois de adultos é necessário um certo período de adaptação com muito cuidado e paciência.

Temperamento


O Mastiff Tibetano é um cão calmo, muito inteligente, independente, mas também reservado. Por ser uma raça de cão territorial ele é distante com estranhos e muito protetor a família e a casa mas nunca tímido. Para evitar agressividade vinda de seu grande senso de territorialidade é dever do dono socializá-lo desde filhote, passeios em parques com muitas pessoas e visitas em casa é uma boa forma de começar. Com excessão do ambiente familiar, essa raça deve sempre andar com coleira.
(Mastiff Tibetano)

Saúde


O Mastiff Tibetano é uma raça de cão geralmente saudável, porém como todas as raças de cães, os Mastiffs Tibetanos podem ser afetados por certos problemas de sáude.
(Aparência Padrão do Mastiff Tibetano)

Os problemas de saúde mais comuns para essa raça de cão são:

Displasia coxofemoral canina (DAC), que é uma doença hereditária em que o Fêmur não se encaixa de maneira correta na articulação do quadril.
Displasia do cotovelo, também é uma doença hereditária que é comum em raças de grande porte e como o nome ja diz afeta o cotovelo do cão.
Panosteitis é uma inflamação dos ossos de cães de raças de grande porte.
Hipotireoidismo auto-imune

Cuidados


Sua camada de pelos pesada não o torna um cão para viver em regiões quentes e úmidas. Durante o calor ele deve sempre ter acesso a água fresca e sombra.
O Mastiff Tibetano é uma raça de cão que precisa ser criada com a família, dentro de casa. Precisa também de espaço, não sendo recomendada para pessoas que moram em apartamentos, o melhor é que o dono more em uma região rural.

Essa é uma raça de cão muito inteligente por isso é necessário treina-lo e socializa-lo desde o dia em que ele chega em sua casa, evitando assim futuros transtornos quanto ao comportamento territorialista e protetor do seu Mastiff Tibetano. A boa notícia é que são muito calmos e aprendem rapidamente qual é o seu lugar na matilha.

Pelagem e Cor


Sua pelagem consiste em duas camadas. A primeira com textura grossa e reta, longa e muito pesada. A parte inferior é macia e lembra algodão. Apesar dessa densa camada de pelos, o Mastim Tibetano não solta muito pelo.

Os machos normalmente tem mais pelo do que as fêmeas, incluindo a juba em volta do pescoço, que é uma característica comum aos Mastiffs Tibetanos. Essa juba confere o nome de Leão do Tibet ao Mastiff Tibetano.
As cores dessa raça são: preto, marrom, dourado e azul, com ou sem marcas cor Bronze acima e ao redor dos olhos.

Branco
Preto
Dourado






Marrom

Preço do Filhote



Esta é a raça de cão mais cara do mundo, então prepare-se, pois o preço de uma filhote de Mastiff Tibetano gira em torno de 1,5 milhões de reais.




Fonte:
www.dogtime.com
www.akc.com

Compartilhar:

segunda-feira, 23 de janeiro de 2017

Raças de Cães - Cão Boiadeiro Australiano (Australian Cattle Dog)

Origem e História do Cão Boiadeiro Australiano

Cachorro informativo - Cão Boiadeiro Australiano

O cão Boiadeiro Australiano (Australian Cattle Dog) ou Blue Heeler ou ainda Burriler foi desenvolvido por colonos Ingleses no século XIX para rebanho do gado em grandes ranchos, sendo este cão o resultado de muitos cruzamentos. O Boiadeiro Australiano derivou-se primeiramente de uma mistura de Collie Escocês e de Dingos Australianos selvagens. As raças Kelpie, Dálmata e Bull Terrier também foram adicionados. O resultado gerou um cão excelente para agrupar o gado como poucas raças o fazem. O Boiadeiro Australiano trabalhava quieta e vigorosamente, sempre dispostos e capazes de guiar o gado através de longas distâncias mesmo com muitos obstáculos no caminho.

A raça foi conhecida pela primeira vez como o Australian Heeler, e depois como o Australian Cattle Dog(Cão Boiadeiro Australiano), que hoje é o nome oficial na Austrália e em outros países. No entanto, algumas pessoas ainda chamam o Cão Boiadeiro Australiano de Blue Heeler ou Queensland Heeler.
Depois de um período na classe indefinida, o Cão Boiadeiro Australiano foi aceito para o registro pelo AmericanKennel Club(AKC) em maio de 1980. Ele se tornou elegível para exibição no Grupo de Trabalho a partir de setembro de 1980. A raça foi transferida para o Grupo de Cão de Pastoreio em janeiro de 1983.

Características Importantes


Este nosso amiguinho canino é extremamente ativo fisicamente e muito inteligente, por isso precisa de atividade física regular para mantê-lo ocupado e feliz. É muito apegado, protetor e fiel ao seu cuidador. Bastante resistente, obstinado, independente, energético e incansável. São fáceis de treinar e obedientes. O que mais impressiona enquanto está desenvolvendo o trabalho de pastoreio é a sua agilidade.


Confira Abaixo as características mais importantes do Cão Boiadeiros Australiano como: Tolerância a ficar sozinho, tolerância ao calor, gosto por brincadeiras, seu nível de apego ao dono e a família amizade com outros animais, amizade com estranhos, facilidade de treinamento, amizade com crianças, se é cão de guarda, seu nível de inteligência, se é bom para vida em apartamento etc.
Burriler, Cão Boiadeiro Australiano, Blue Heeler - Características Importantes
(características importantes do cão boiadeiro australiano)

Comportamento/Temperamento


A lealdade e o instinto de proteção dos “Cattle Dog’s” (cães boiadeiros) o tornam um cão ideal para a guarda do fazendeiro, do rebanho e da propriedade. 
(Cão Boiadeiro Australiano Rebanhando o Gado)

Embora tenha uma desconfiança natural com estranhos ele é fácil de lidar e treinar. Sempre alerta, extremamente inteligente, atento, corajoso e fiel, com uma implícita devoção ao dever, o que o torna um cão de trabalho ideal.

Atenção, este animal foi desenvolvido para pastorear o rebanho com força e rapidez onde seu instinto o leva a morder, se este instinto não for canalizado devidamente com treinamento quando ainda filhotes este pode morder qualquer coisa que se mova como crianças, outros animais, carros etc., não por maldade mas por instinto, então cabe ao dono socializa-lo desde filhote.

Uma curiosidade sobre o cão Boiadeiro Australiano é que ele é o décimo cachorro maisinteligente do mundo segundo a AKC(AmericanKennel Club).

Ficha Técnica


O tamanho do macho varia de 46 a 50 cm e a fêmea de 43 a 48 cm e a expectativa de vida do Cão Boiadeiro Australiano é de 10 a 13 anos. 
ficha técnica -cão boiadeiro australiano - Cachorro informativo
(ficha técnica - Cão Boiadeiro Australiano)

Alimentação do Cão Boiadeiro Australiano


A alimentação depende muito do porte do seu cachorro e de suas individualidades, fica a critério do cuidador escolher a ração ou alimentação que melhor satisfaz seu companheiro. É de suma importância que trabalhe em conjunto com seu veterinário para a melhor escolha da alimentação de seu amiguinho assim tornando sua vida longa e saudável. E não esqueça que seu companheiro precisa de água limpa, fresca e disponível a todo o momento.

Quantidade diária recomendada: 1,5 a 2,5 xícaras de alimentos secos de alta qualidade por dia, divididos em duas refeições.

NOTA: É importante ressaltar que cada cachorro tem sua necessidade individual, pois possuem metabolismos diferentes, níveis de atividades físicas diferentes e vivem em ambientes diferentes. Portanto fique atento as necessidades de seu companheiro.

Saúde

Suas unhas precisam de um cuidado especial sendo necessário ser aparadas para evitar crescimento excessivo e rachaduras. Suas orelhas devem ser verificadas para evitar acumulo de ceras que podem levar a infecção. Seus dentes devem escovados regularmente.

Geralmente o Cão Boiadeiro Australiano é muito saudável, mas seu dono deve estar ciente sobre possíveis doenças da raça como atrofia progressiva da retina (deterioração gradual da retina), Displasia de anca (Trata-se de uma condição hereditária em que o fêmur não se encaixa perfeitamente na articulação do quadril), Surdez. 

Pelagem


A pelagem do cão Boiadeiro Australiano resiste bem a todos os climas sem odor e resíduos oleosos. Possui uma camada dupla que se renova duas vezes ao ano, então cuidado, o Cão Boiadeiro Australiano precisa de escovação semanal e banhos ocasionais, sendo duas vezes por mês ou mais dependendo da necessidade do seu cão.


Padrão da Raça

(Padrão da Raça - Cão Boiadeiro Australiano)

Cor

As cores da raça Cão Boiadeiro Australiano puro são azul, azul mosqueado ou azul salpicado com ou sem outras marcas e Ruivo Salpicado.




Preço do Filhote

(filhote de Cão Boiadeiro Australiano na cor Azul)

O preço do filhote do Cão Boiadeiro Australiano puro no Brasil varia entre R$ 1500,00 e R$2500,00.




Fontes: 
http://www.brasilkennelclub.org.br/
http://dogtime.com/dog-breeds/australian-cattle-dog#/slide/1
http://tudosobrecachorros.com.br/2012/09/australian-cattle-dog-boiadeiro-australiano.html
http://www.webanimal.com.br/cao/index2.asp?menu=blue_heeler.htm
Compartilhar:

domingo, 15 de janeiro de 2017

Conheça as 25 Raças de Cães Mais Fáceis de Manter

Louco(a) para ter um cachorro mas não tem certeza se pode cuidar de um?

Os cuidados necessários para manter um cachorro são de enorme importância na hora de escolher seu novo amiguinho, e algumas raças são mais fáceis de cuidar do que outras.
Pensando nisso o PetBreeds, um site norte americano especializado em animais de estimação realizou uma pesquisa para descobrir quais são as raças mais fáceis de manter e precisam de menos cuidados.

Quando se esta procurando por um cão fácil de manter, os donos precisam levar em consideração a escolher raças menos comuns.


Os dados mostraram que o Boston Terrier, a Bull Terrier e o Pinscher Alemão são as raças de cães mais fáceis de criar.


Alguns dos critérios utilizados na pesquisa foram: necessidade de exercícios, queda de pelo e facilidade de treinamento.

Confira abaixo: 

25° Labrador Retrevier


24° Rottweiler

23° Dachshund / Teckel 

22° Doberman Pinscher

21° Dogue Alemão

20° Schnauzer Mini

19° Spitz Alemão

18° Boston Terrier

17° Braco Húngaro de Pelo Curto(Vizsla)

16° Leão da Rodésia

15° Papillon

14° Shar-Pei

13° Dogue de bordeaux

12° Pinscher miniatura

11° American Staffordshire Terrier 

10° Staffordshire Bull Terrier

9° Flat-coated Retriever


8° Silky Terrier

7° Mastiff Napolitano

6° Schipperke(Pequeno Pastor)

5° Spinone Italiano

4° Bull Terrier

3° Pinscher Alemão

2° Redbone Coonhound

1° Plott Hound






Fonte: dogs.petbreeds.com

Compartilhar: